Cães e gatos idosos: Principais questionamentos e dúvidas!

caes e gatos idosos blog focinho e cia

Cães e gatos idosos: Principais questionamentos e dúvidas!

Quem não quer vê seus animais de estimação saudáveis até o último instante, fornecendo os melhores alimentos, vacinas, ambiente seguro e, os medicamentos necessários com excelência em qualidade? Pois bem, o mercado se adaptou a essa necessidade e, cada dia mais disponibiliza desses meios para que os profissionais junto com os tutores tenham acesso a essa gama de informações e serviços especializados.

Algumas mudanças no corpo dos nossos animais são esperadas quando envelhecem. Em caninos, patologias cardíacas são comuns, enquanto no felino os rins podem estar entre os primeiros órgãos afetados. Com o tratamento adequados deste animais podemos auxiliar na adaptação destas inevitáveis mudanças. Tudo o que você precisa saber encontrará neste artigo: Cães e gatos idosos: principais questionamentos e dúvidas.

geriatria caes e gatos idosos

Qual alimento devo oferecer ao meu pet idoso?

Os animais idosos requerem maior atenção quanto a alimentação, assim como nas outras fases da vida do seu pet, a importância do cuidado alimentar direcionado nessa faixa etária terá benefícios consideráveis comparado com aqueles que não ingerem o alimento adequado.

Encontramos no mercado várias marcas de ração sênior. Cães à partir de 7 anos já podem ser inseridos neste público. Nestas rações encontramos diferenças nos grãos, são mais aerados, facilitando para seu animal no momento da mastigação, o que é de extrema importância, já que cães e gatos idosos tendem a ter maiores problemas relacionados aos dentes e anexos, como por exemplo o tártaro e a gengivite.

Rações Sênior: por que são mais adequadas para os pets idosos?

Outro aspecto que diferencia a ração sênior das demais é que a mesma possui em sua composição glucosamina e condroitina que auxiliam na articulação do animal idoso, que com a idade apresenta um enfraquecimento natural. Nestes alimentos encontramos menos proteína e calorias e, mais vitaminas. Com o aumento da idade o metabolismo naturalmente diminui o que, facilita o ganho de peso. Por isso, a necessidade de menos carboidrato, calorias e proteína.

racoes senior blog caes e gatos idosos focinho e cia

Estudos informam que a alimentação adequada aumenta 90% da expectativa de vida do seu pet. O intervalo da alimentação está muito ligado a rotina do tutor, variando entre duas e três tomadas diárias, a quantidade irá variar conforme o peso e idade do animal, na informação nutricional e gráfico de cada ração estará descrita a proporção diária.

Quais são as doenças mais comuns em cães e gatos idosos?

doencas mais comuns em caes e gatos idosos

As doenças mais comumente vistas na clínica médica veterinária nos cães e gatos idosos são:

  • Diabete melitus;
  • Doença da próstata;
  • Obesidade;
  • Doença cardiovascular;
  • Doenças degenerativa;
  • Cataratas;
  • Neoplasias;
  • Doenças dentárias;
  • Ceratoconjuntivite seca;
  • Hipotireoisdismo;
  • Urolitíase;
  • Hiperadrenocorticismo;
  • Anemia;
  • Incontinência urinaria;
  • Hepatopatias e insuficiência renal cronica (Hoskins, 2008).
doencas comuns em pet idosos

Neoplasia:  Vista em todas idades da vida de um animal mas, sua incidência é consideravelmente  maior em animais idosos, a idade avançada é um fator  determinante para o surgimento de tumores (Morris, 2007). Os tumores de mamas em cadelas são os mais frequentes (Gerosa, 2007). Nos tumores benignos temos um prognóstico favorável, geralmente levando a cura o tratamento estipulado. Entretanto nos tumores malignos o prognóstico se torna reservado.

Incontinência Urinária: Está relacionada a capacidade vesical diminuída ou uma diminuição do controle físico. As patologias que curtem para poliúria bem como as que geram deficiência ou dificuldade de movimento do paciente devem ser assistidas e tratadas (Honskins, 2008).

Cegueira do animal geriátrico: Uma procura muito grande pelo profissional da veterinária. Geralmente como consequência da catarata, os olhos ficam opacos e os tutores notam que os animais começam a colidir com objetos, ficam resistentes a atividades normais do dia a dia e, tornam-se mais agressivos como uma forma de proteção. A diabetes melitus está envolvida com esta cegueira, sendo necessário investigar doenças endócrinas associadas a cegueira para um tratamento mais eficaz.

Doença Periodontal: é uma afecção que está presente em cerca de 85% dos cães acima de 3 anos de idade, sendo a principal causa de perda dentária e de consulta odontológica (Harvey, 1998).

Doença valvular crônica: O coração também sofre com todas essas alterações sistêmicas, essa é a patologia mais comum. As raças mais afetadas são as pequenas ou anãs, os machos apresentam maior incidência comparado as fêmeas, em torno de 1,5 vezes mais frequente (Martin, 2006). A auscutação do coração é a principal forma para diagnosticar precocemente a doença (Tilley,2002).

Obesidade em cães e gatos idosos: Uma doença crescente!

Assim como nós humanos, os animais vêm sofrendo de obesidade devido ao maior acesso de alimentos, muitas vezes fornecidos erroneamente, e o aumento do leque de opções alimentares oferecido pelo mercado pet na atualidade. Outro fator agravante é a queda natural do metabolismo dos animais que com a passar dos anos vêm diminuindo facilitando o ganho de peso. Doenças endócrinas estão também envolvidas.

Aproximadamente um terço dos cães de estimação sofrem deste problema, afetando mais as fêmeas do que os machos. Os animais castrados também tendem a ganhar mais peso. No mercado encontramos alimentos diferenciados para estes animais.

obesidade em caes e gatos idosos

Qual a melhor solução?

Nem sempre a má alimentação é a causa da obesidade. Doenças endócrinas como o hipotireoidismo estão envolvidas. Algumas simples recomendações podem auxiliar no emagrecimento saudável dos animais como:

  • A alimentação para cão obeso;
  • Fracionar a ração em pequenas quantidades mais vezes ao dia do que o habitual;
  • Estimular a atividade física regular e fazer um acompanhamento preciso de emagrecimento junto com o veterinário de confiança.

Insuficiência Renal Crônica

Devido ao processo natural de envelhecimento o rim poderá ser afetado ou uma disfunção orgânica, como por exemplo descompensação cardíaca, não levando o sangue suficientemente aos rins. Para diagnosticarmos o animal deverá passar por uma série de exames, como: bioquímico e urinário.

O sinal clínico mais observado em pacientes com insuficiência renal é o aumento de ingestão hídrica e maior micção. Estes sinais ocorrem quando o rim já perdeu em média 70% da sua função.
Em caso de falha ou queda da funcionalidade renal  são indicados:

  • Medicamentos;
  • Alimentos corretos, soroterapia;
  • Ou mesmo a hemodiálise ou diálise podem estar auxiliando os cães e gatos idosos para  eliminar as toxinas produzidas pelo funcionamento orgânico normal.

Conclusão:

À medida em que nossos animais envelhecem, a saúde destes precisam ser monitoradas mais atentamente. Não ignore a mudança nas atividades bem como:

  • O comportamento do seu pet;
  • O ganho de peso;
  • Cansaço;
  • Dificuldade de fazer atividades físicas.

Ate então rotineiras, muitas destas mudanças podem ser alertas de doenças sérias.

O check up deverá ser feito anualmente afim de fornecer maiores atenções e cuidados a estes animais, leve também sempre o cartão de vacinas e vermifugação, consulte seu veterinário, e passe todas as informações possíveis sobre estas tais mudanças, afinal seu amigo merece o melhor.

caes e gatos idosos principais questionamentos e duvidas blog focinho e cia

Compartilhe este post

Deixe uma resposta